«

»

mar 10 2015

Imprimir Post

Samurais Atômicos

andrea-destefani-presenca-vipSyrus voltou da aula revoltado. Um destes meninos da mesma idade o havia tirado do sério. Contando vantagens de como havia ‘feito’ para um outro menino desmaiar de dor. O Syrus sabia da mentira deslavada em forma de fantasia. Mesmo assim, não se conformou.Por que mamãe, as pessoas gostam de imaginar o mal que podem fazer aos outros? A tia do escolar veio até dizer pra eu não ligar ,mas não tem como. Se eu não ligar, quando ele for maior, ele vai achar legal. Enquanto ele não parar com essas idéias maldosas , não converso mais.
De todas as as psicopatias conhecidas, como a depressão, a síndrome do pânico, a ansiedade, a compulsividade, a única que o próprio paciente não procura apoio médico é a raiva. Comportamentos extremamente agressivos são bem aceitos pelos próprios portadores.Os que convivem com o “raivoso” é que vão em busca de ajuda.
Recebi inúmeras reclamações de pessoas atordoadas pelos comentários que estavam sendo feitos sobre o caos instalado no Japão. Pasmem sobre o que estão postando: tudo ocorreu porque somente 4% dos japoneses crêem em Jesus Cristo.
As religiões são fontes para um equilíbrio pessoal. Elas servem para trazer alento e força nos momentos em que as pessoas precisam. Servem para acrescentar preceitos morais e ética comportamental. Deus ,em sua Infinita Sabedoria, não precisa delas.Nós, imperfeitos que somos, precisamos. Em que ponto o ser humano deixa de ser humano e passa a agredir com palavras tão duras quem já perdeu tudo? No exato ponto em que não sabe da medida do amor divino e incondicional. Falo sobre isso como alerta aos que julgam saber de algo, os “professores” de Deus, porque como o Syrus, penso que amanhã eles podem não só estar desferindo impropérios com suas suas línguas afiadas ,mas também matando novamente em nome do Cristo, como na Idade Média.
A Umbanda, religião plenamente brasileira, utiliza em seus rituais as forças da natureza em consonância com as Leis Divinas, ou seja, buscamos a cura dos males dos que nos procuram, o consolo e a força nos elementos da natureza. Sabemos da sua Força Divina e de quanto este mundo ,neste tempo em que vivemos, precisa conhecer a natureza para poder conviver melhor com ela. Gosto de citações porque algumas nos conduzem a um pensamento imortal, como o de Leonardo da Vinci : “Nunca o homem inventará nada mais simples nem mais belo do que uma manifestação da natureza. Dada a causa, a natureza produz o efeito no modo mais breve em que pode ser produzido.”
As pessoas ligadas à natureza entram facilmente nestes pensamentos universais. A Umbanda é simples. Amor, caridade, fé, compaixão são sentimentos universais. Você pode tê-los em qualquer lugar do mundo e fora dele. Mas, tudo nesta vida, precisa ter um entendimento prévio. A Umbanda foi criada por pessoas simples e para pessoas simples, repleta de sabedoria. É ação e reação. Se você corta uma árvore que lhe dá sombra, no verão terá que ficar ao sol.
Os japoneses não chamam os terremotos de tragédias, pois sabem que moram num local no qual é próprio da natureza tais eventos. Porque não há como conter as reações da natureza. Preocupam-se agora sim como fatores falíveis humanos, como as que podem ter auxiliado na falta de uma proteção maior nas usinas nucleares de Fukushima. Contudo, estão fazendo o máximo possível para reverter esta situação: os “Samurais atômicos”, assim são denominados heróis que lutam contra catástrofe nuclear. Porque simplesmente eles sabem que no dia seguinte o sol virá de novo e assim, a esperança e a escolha pela vida se renovam, e com elas se recontrói um novo mundo. Erico Veríssimo já dizia em o Tempo e o Vento: “Quando os ventos de mudança sopram, umas pessoas levantam barreiras, outras constroem moinhos de vento.”
A sua fé pessoal, as suas crenças, não devem nunca ser usadas como armas, antes como escudo em frente os problemas da vida. Assim como os produtos da engenharia atômica, suas palavras irradiam energia. Pensem que esta sua energia irradiada poderá chegar até outras pessoas. E você é responsável por tudo o que diz e provoca. Não crie barreiras para o amor e a caridade, não crie barreiras para seu próprio crescimento.Andréa Destefani é escritora, publicitária, jornalista, Filha de Yansã.

Link permanente para este artigo: http://www.claudiawas.com.br/?p=4879

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *